BANNER

.: Twitter do Blog :.

Tecnologia do Blogger.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Rosa de Ouro divulga sinopse de seu enredo.


A escola de samba Rosa de Ouro, do Grupo de Acesso C, divulgou a sinopse de seu enredo para o Carnaval de 2013. A agremiação, afihada da Portela, apresentará na Intendente Magalhães a história do ouro.
Confira a sinopse:
SOU ROSA, SOU DE OURO!
Por favor, permitam que eu me apresente. Sou conhecido desde a antiguidade, os egípcios já me descreviam a mais de 2600 a.C. , até no Antigo Testamento há passagens da minha existência.
Fui um dos primeiros metais trabalhados pelo Homem, sim, eu sou um metal. Na tabela periódica pertenço ao grupo dos Metais Nobres. Posso até não ser o metal mais precioso do meu grupo, mas com certeza sou um dos mais importantes e conhecidos.
Naturalmente sou um metal amarelo, pesado, resistente e maleável, aliás, sou maleável até demais, tanto que para ser trabalhado eu preciso ser misturado à prata e cobre para daí criar uma "liga metálica". A partir dessa "liga" minha cor pode variar, dependendo da quantidade de prata e cobre utilizados posso passar a ser prateado ou até rosado.
Sou encontrado em aluviões e veios de quartzo. Montanhas são perfuradas e rios desviados para que eu seja encontrado. Sou o mais puro representante do Poder e do Valor, minha presença é garantia de ostentação e brilho. A Pureza também é por mim representada. Reis e rainhas me exibiam em suas coroas, joias, roupas entre outros objetos para demonstrar seu luxo e poder. Igrejas ostentavam meu brilho em suas paredes, cruzes e imagens para demonstrar o valor e a grandiosidade do "Deus Cristão". Dei forma aos "Deuses Pagãos" e aos mesmos deuses fui utilizado como oferenda.
Falando em deuses pagãos, a Mitologia Africana criou uma entidade ou Orixá que me "rege" e como eu, Ela é bela, cultuada, admirada, poderosa e claro associada à riqueza. Ela é a Rainha das Cachoeiras, a Mãe das Águas Doces, por coincidência o mesmo local onde sou encontrado. Como vocês já devem saber, o Orixá pelo qual sou "regido" na crença dessa mitologia é a "Mãe" de todos os Homens, eu sou "regido" por "OXUM".
Ahhhh! Vocês Homens sempre sedentos de poder e riqueza e por isso me buscaram de várias maneiras: Os Alquimistas em sua busca eterna pela Pedra Filosofal, que além de proporcionar a "Vida Eterna" garantiria a seu proprietário o poder de transmutar qualquer metal inferior em Mim e com isso "cair nas graças" da realeza. Filosoficamente essa transmutação de metais foi associada à mudança da consciência, ou seja, aquisição de sabedoria.
Um meio barato e fácil de enfraquecer os inimigos e por consequência encher os cofres do Reino, foi a utilização dos corsários, que não passavam de piratas com autorização governamental para pilhar navios de outras Nações. Muitas vezes os navios atacados não resistiam e iam ao fundo com todos os seus tesouros, fazendo assim dos oceanos o maior depósito de tesouro do Mundo.
Histórias foram criadas me envolvendo com a ganância do Homem, como a história do Rei Midas que ao ajudar Baco (Deus do vinho) a reencontrar seu pai, teve direito a realização de um pedido, e o fez desejando ter o "Toque de Ouro". A instantânea felicidade deu lugar ao desespero ao perceber que não poderia mais comer, pois tudo que tocava imediatamente se transformava em ouro e ter sua amada filha também transformada ao não conseguir evitar que ela o tocasse. Midas implorou que Baco retirasse o dom a ele dado, muito benevolente Baco atendeu o seu pedido.
Esopo nos conta a história do casal de fazendeiros que possuía uma galinha que sem falta colocava diariamente um ovo de ouro. Supondo haver uma fortuna dentro da galinha, a sacrificaram para ter todo o tesouro de uma vez, mas se decepcionaram ao perceber que por dentro a galinha era igual a todas as outras, perdendo assim o ganho diário que já tinham assegurado.
Os espanhóis criaram o mito que em suas colônias na América haveria uma terra em que Eu existia em tanta abundância que seu Rei se cobria de Mim diariamente, esse local passou a ser desesperadamente procurando em toda a América do Sul espanhola, era o mito de Eldorado.
A fantasia e a imaginação criaram a lenda de quem encontrasse o fim do belo arco-íris que se visse no céu também encontraria um pote farto do mais cobiçado metal pela Humanidade, mas teriam que ter cuidado, pois esse pote era guardado por seres místicos como duendes e gnomos.
A minha principal utilização pelo Homem foi ter meu valor empregado em padrões de moedas. A segunda maior utilização foi em joias.
Todas as pedras e metais preciosos têm grande utilidade para joalheiros, mas com certeza sou o objeto de maior desejo e utilização desses profissionais, graças, como já mencionei, a minha alta maleabilidade agregada ao meu alto valor.
Ourives fizeram fama e fortuna com seu talento em manipular minhas formas. Como por exemplo, o russo Peter Carl Fabergé, ao imortalizar suas joias em forma de ovos de Páscoa para os Czares.
Aqui no Brasil, a minha descoberta pelos Bandeirantes em Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, aliviou os cofres da Coroa Portuguesa, que sofria com a queda da exportação do açúcar. Graças a minha descoberta, a Coroa criou novos impostos como o "quinto" e o seu não pagamento gerava a execução da "derrama", que era o confisco dos bens do morador até completar o valor devido. A minha circulação em pepitas ou em pó passou a ser proibida, eu só poderia existir fora das minas fundido em forma de barra e com selo da Coroa Portuguesa. Um dos meios utilizados para burlar a fiscalização era me transportar em forma de pó escondido nos cabelos e depois me esconder dentro de imagens católicas. Dessa prática surgiu a expressão "Santo do Pau Oco". Muitos escravos compraram sua alforria utilizando esse "truque".
Para aumentar o controle sobre minha circulação e diminuir a sonegação dos impostos que gerei, Portugal decidiu mudar a Capital da colônia para mais perto do novo polo de desenvolvimento econômico. Ou seja, graças a mim, a Capital deixou de ser Salvador e passou a ser o Rio de Janeiro.
Tantas cobranças, punições e fiscalizações geraram revoltas no povo, dentre elas posso citar a Revolta de Felipe de Santos, contrário ao funcionamento das Casas de Fundição, a própria Inconfidência Mineira surgiu da insatisfação com as atividades da Coroa.
Nessa época, o Brasil ocupava o primeiro lugar mundial na minha exploração, atualmente esse posto é ocupado pela África do Sul. Entre as décadas de 80 e 90 no Sul do Estado do Pará, surgiu o maior garimpo a céu aberto do mundo. A minha exploração em Serra Pelada foi conhecida como a "corrida do ouro moderna". A área chegou a ser ocupado por 30 mil garimpeiros em 1980. Com o declínio da produção em 1992 e Governo não renovou o contrato de concessão, retornando assim a posse do terreno ao seu antigo dono (Vale).
Não me interpretem mal, vocês devem estar pensando que só sirvo para despertar a ganância, a cobiça e a futilidade dos Homens, mas eu também tenho meu lado bom. Nas alianças que os noivos trocam nos casamentos, lá estou eu presente e quando esse amor e compromisso completam 50 anos, é o Meu nome que é dado às bodas desse casamento.
Devido a minha condutibilidade elétrica e resistência a agentes corrosivos sou utilizado na indústria elétrica e eletrônica, em satélites artificiais sou utilizado no controle de temperatura e em trajes espaciais como proteção.
O cinema imortalizou a história de Dorothy e seu cachorrinho Totó, que após serem arrastados por um furacão ao Mundo de Oz e terem ajudado seus amigos a encontrar coragem, inteligência e coração; lá estava Eu em forma de estrada de tijolos indicando seu o rumo certo para casa.
Nas competições esportivas Eu estou no peito dos campeões, ostentado por eles com orgulho em forma de medalha. Os melhores do cinema são premiados com uma estátua dourada; um cantor de sucesso ao atingir uma boa vendagem é premiado com um disco dourado.
Por isso sem modéstia nenhuma digo com todas as letras que Eu sou aquele que vocês, direta ou metaforicamente, perseguem e desejam, EU sou o SUCESSO, eu sou a VITÓRIA.
Nesse carnaval, minha história será contada por uma Escola de Samba de Osvaldo Cruz. Osvaldo Cruz e Madureira de Portela e Império Serrano, Escolas de Samba de Monarco, Clara Nunes, Zeca Pagodinho, Marisa Monte, Dona Ivone Lara, Arlindo Cruz dentre outros tesouros do samba.
Bem senhores esse é um resumo da minha vida. Desculpem-me, empolguei-me com minha história e me esqueci de dizer Meu nome, venho do latim Aurum, meu símbolo é Au, mas vocês podem me chamar de OURO. 
Esse ano, na Intendente Magalhães sou a Escola de Samba que leva meu nome e digo com muita honra e orgulho que sou rosa... ROSA DE OURO.
Autores:
Alexandre Costa
Lino Sales
Marcus do Val

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Blogger news

Coloque seu Email aqui:

Delivered by FeedBurner

Blogroll

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to Spanish