BANNER

.: Twitter do Blog :.

Tecnologia do Blogger.

terça-feira, 31 de julho de 2012

Morro da Casa Verde: confira a sinopse do enredo para 2013.

A verde da casa verde lançou a sinopse do seu enredo para o carnaval de 2013 a escola vira com o seguinte tema "Ecoou no Morro..É festa no Grito da Liberdade"


A escola sera a ultima desfilar no domingo no grupo de acesso do carnaval paulistano.



Confira a sinopse na íntegra
Introdução
Para o Carnaval de 2013 a escola de samba  Morro da Casa Verde tem como tema "Ecoou no Morro...É Festa no Grito da Liberdade!"
 
No enredo, a escola selecionou momentos marcantes de liberdade na história.
Setor 1 - Viva à Liberdade!
Após Grandes Lutas, iniciamos nosso enredo com a batalha pela independência do Brasil. "Dia do Fico".
Em 9 de janeiro de 1822, D. Pedro I recebeu uma carta das cortes de Lisboa, exigindo seu retorno para Portugal. Há tempos os portugueses insistiam nesta ideia, pois pretendiam recolonizar o Brasil e a presença de D. Pedro impedia este ideal. Porém, D. Pedro respondeu negativamente aos chamados de Portugal e proclamou: "Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico.
"O processo de independência"
Após o Dia do Fico, D. Pedro tomou uma série de medidas que desagradaram a metrópole, pois preparavam caminho para a independência do Brasil. D. Pedro convocou uma Assembléia Constituinte, organizou a Marinha de Guerra, obrigou as tropas de Portugal a voltarem para o reino. Determinou também que nenhuma lei de Portugal seria colocada em vigor sem o " cumpra-se ", ou seja, sem a sua aprovação. Além disso, o futuro imperador do Brasil, conclamava o povo a lutar pela independência. O príncipe fez uma rápida viagem à Minas Gerais e a São Paulo para acalmar setores da sociedade que estavam preocupados com os últimos acontecimento, pois acreditavam que tudo isto poderia ocasionar uma desestabilização social. Durante a viagem, D. Pedro recebeu uma nova carta de Portugal que anulava a Assembléia Constituinte e exigia a volta imediata dele para a metrópole. Estas notícias chegaram as mãos de D. Pedro quando este estava em viagem de Santos para São Paulo. Próximo ao riacho do Ipiranga, levantou a espada e gritou : " Independência ou Morte !". Este fato ocorreu no dia 7 de setembro de 1822 e marcou a Independência do Brasil. No mês de dezembro de 1822, D. Pedro foi declarado imperador do Brasil.
"Festa da Abolição"
No dia 13 de maio de 1888, mais da metade do Brasil estava comemorando. A princesa Isabel assinou a Lei Áurea que aboliu a escravidão no Brasil.
"Áurea" quer dizer de ouro, e, a expressão refere-se ao carácter glorioso da Lei que extinguiu essa forma desumana de exploração de trabalho. A partir desse momento, os negros puderam festejar e deram seus gritos de liberdade. Foi o momento em que todo abolicionista assumiu sua linda camélia branca no peito, a flor símbolo da Abolição. Na época da escravatura a Lei não permitia que ninguém desse abrigo para os escravos fugitivos e quem os abrigasse pagava pesadas multas. Evidente que os abolicionistas tinham que andar de "bocas fechadas" e guardavam segredos sobre os esconderijos "quilombos" dos escravos que conseguiam fugir. E o que fizeram para se identificarem? Usavam na lapela uma camélia branca.
A camélia então era o logo dos abolicionistas, a senha que os identificava. Ter uma camélia branca na lapela era sinal de ajuda e compromisso com a causa.
Apesar de toda felicidade que a Lei possibilitou, após a Abolição a vida dos negros brasileiros continuou muito difícil. O Estado brasileiro não se preocupou em oferecer condições para que os "ex escravos’’ pudessem ser integrados ao trabalho formal e assalariado.
Muitos setores da elite brasileira continuaram com o preconceito. Prova disso, foi a preferência pela mão de obra europeia que aumentou muito no Brasil após a abolição. Portanto, a maioria dos negros encontrou grandes dificuldades para conseguir empregos e manter uma vida com o mínimo de condições necessárias, principalmente, moradia e educação.
Enfim, nem tudo são flores, após 124 anos da sansão da Lei Áurea, os negros ainda lutam pelos seus espaços e liberdade em vários segmentos... Por exemplo, na educação o negro conquistou seu espaço e, atualmente, nas universidades brasileiras, há cotas afros para garantir formação e respeito. Um exemplo da luta e o rompimento do preconceito no mundo foi a ascensão de Barack Obama a Presidência dos Estados Unidos, país de referência Mundial.
Setor 2
 
"Um Voo de liberdade em Verde e Amarelo"
Liberdade em verde a amarelo: Foram as próprias dificuldades teóricas inerentes ao conceito de liberdade que levaram às ciências humanas e sociais a preferirem o termo plural e concreto "liberdades". Ao ideal absoluto "liberdade". Assim deixando de lado a discussão especificamente filosófica e psicológica, considera-se cada vez mais, a liberdade como soma de diversas liberdades específicas.
Fala-se corretamente em liberdades; na política podemos ressaltar e lembrar grandes momentos em prol da liberdade, as "Diretas Já" um movimento que impulsionou contra a ditadura a liberdade do voto secreto e opção de escolha dos eleitores, os "Caras-Pintadas" um movimento estudantil que contra a corrupção motivou o "impeachment" do Presidente vigente da década de 90, o "Feminismo" - que iniciou com a luta para inserção da mulher para formação profissional até a eleição da primeira Mulher Presidente da República do Brasil, a Liberdade de Imprensa, Liberdade Literária - tanto na criação quanto na interpretação, Liberdade das Redes Sociais - a internet hoje é um meio de comunicação livre para denunciar e expor opiniões; Liberdade de Culto- atualmente vivemos em país onde todos podem expressar sua religiosidade, seja ele: umbandista, espírita, evangélico, exotérico, católico, etc... Enfim, estamos todos no mesmo caldeirão e exercitando a mesma coisa, a fé.
Outro direito de liberdade conquistada no Brasil depois de muita luta é o da Homossexualidade, o Direito LGBT.
Atualmente, o Brasil tem a maior manifestação pública do mundo. A Parada em prol dos Direitos LGBT, realizada no mês de Junho em
São Paulo. O Reconhecimento legal e judicial de direitos LGBT no Brasil tem avançado desde o fim da ditadura militar em 1985. Entre as reivindicações quanto aos Direitos LGBT, pode-se citar o reconhecimento das uniões homo-afetivas, conquistas de direitos previdenciários, combate a discriminação, à adoção e o reconhecimento jurídico de mudança de sexo.
Cronograma do desfile
Setor 1 - Viva à Liberdade!
Comissão de Frente

1ª ala: Dia do Fico
Primeiro Carro (Abre-alas) - Tributo ao Grito da Independência do Brasil!
2ª ala- Festa no Grito da Liberdade
1º Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira
    
* Entrada da Bateria (Arco-íris)
3ª ala - Camélias Brancas - A flor símbolo da Abolição
4ª ala - Formação e REspeito para o Negro (Direito Adquirido)
5ª ala - Tributo a Barack Obama ( Primeiro negro Presidente dos Estados Unidos)
Setor 2 - Um Voo de Liberdade em Verde e Amarelo
6ª ala - Diretas Já
Segundo Carro - Liberdade em Verde-Amarelo e Azul Anil
7ª ala - Caras Pintadas
8ª ala - Salve Dilma, Primeira mulher Presidente (Baianas)
9ª ala - Liberdade de Imprensa
10ª ala - Literatura - liberdade de criação e interpretação
*2º Casal de Mestre Sala e Porta Bandeira
11ª ala- Internet
12ª ala - Católicos
Terceiro Carro Liberdade de Culto
13ª ala - Espíritas
14ª ala Evangélicos
Terceiro Casal de Mestre Sala e Porta Bandeira
15ª ala Budistas
16ª Umbandistas (Umbanda)
17ª ala - Cidadania LGBT
18ª ala Arco-íris (Bateria)
Quarto Carro - Orgulho LGBT

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Blogger news

Coloque seu Email aqui:

Delivered by FeedBurner

Blogroll

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to Spanish