BANNER

.: Twitter do Blog :.

Tecnologia do Blogger.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Mangueira realiza feijoada em Cuiabá para lançar enredo.


A Mangueira vai se inspirar num antigo anseio dos cuiabanos para homenagear a capital do Mato Grosso no Carnaval 2013. Há 150 anos, a população da cidade pede, em vão, ao Poder Público uma linha férrea. Projetos existem, mas ainda não saíram do papel. Certo mesmo é que esse desejo ajudou o carnavalesco Cid Carvalho a definir o fio condutor de ''Cuiabá: Um paraíso no Centro da América''.

A ideia surgiu após o carnavalesco ter recebido das mãos do escritor Fernando Tadeu o livro ''Esperando o Trem'', que fala justamente do desejo do povo cuiabano pela chegada do trem. Quem nos fala sobre isso é o próprio Cid Carvalho.

- Na verdade estamos fazendo uma brincadeira. Cuiabá espera a chegada de um trem há 150 anos. Eles sonham em ouvir esse apito há várias gerações. Já que a Mangueira é a Estação Primeira, vamos realizar esse sonho cuiabano. Através desse passeio com o trem lúdico vamos fazer diversas paradas estratégicas em Cuiabá. Mostrar as possibilidades que Cuiabá oferece ao mundo com experiência em sustentabilidade. Eles estão sabendo conviver com o progresso, tem produtividade nas terras. Isso sem falar no Portal da Amazônia e a Chapada dos Guimarães. Vamos mostrar que não é por um acaso que ela é chamada de Cidade Verde – explicou.

O carnavalesco sabe que o tema, obrigatoriamente, terá que passar por diversas coisas que já foram homenageadas na Marquês de Sapucaí, mas está feliz por tratar-se de um enredo com bastante conteúdo histórico e que mostra a colonização do interior do Brasil. Para os mangueirenses que reclamam da diminuição no uso das cores da escola nos desfiles dos últimos anos, a notícia é boa.

- A escola virá praticamente toda verde e rosa. Estou muito feliz com isso. Quando disse que era um sonho para mim trabalhar na Mangueira, um dos motivos é a possibilidade de mexer com o verde e rosa. Adorava o enredo do Cacique, mas ele me limitava no uso do verde e rosa. Tinha coisa que não dava para usar essas cores. Agora não, vai ser uma Mangueira totalmente verde e rosa.

Logo após o anúncio oficial do enredo, uma comitiva mangueirense viajou para a capital do Mato Grosso. Cid contou que passou duas semanas em Cuiabá e impressionou-se com o comprometimento cultural dos patrocinadores do enredo e da população local.

- Trouxe uma mala com quase trinta quilos de livros sobre Cuiabá. Todos eles dados por pesquisadores, historiadores, professores e escritores locais. São pessoas muito bacanas. Posso falar de cadeira. Já participei de muitos enredos que homenageavam cidades e estados e nunca vi algo parecido com o que presenciei em Cuiabá.

A empolgação de Cid não é barrada nem mesmo pelo momento conturbado vivido pela escola. A eleição presidencial da Verde e Rosa foi interrompida após irregularidades constatadas pela justiça e uma série de liminares obtidas. Com a questão ainda indefinida, Ivo Meirelles continua comandando a Estação Primeira, mas até o fim do próximo mês o veredicto será conhecido sobre os candidatos que podem participar da eleição.

- Isso não me atrapalha. Faço questão de ficar fora dessa briga. Sou vacinado e não me meto. Tenho um contrato assinado com o Ivo e estou trabalhando para desenvolver o carnaval da Mangueira. Amanhã ou depois eu não sei. Só acho que a escola não pode ficar parada. É muito buxixo e disse me disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Blogger news

Coloque seu Email aqui:

Delivered by FeedBurner

Blogroll

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to Spanish